Toodles Blog | Review: Moana – Um Mar de Aventuras (sem spoiler)
Dicas, Disney, Walt Disney World, Universal Studios, Sea World, Hospedagem, Busch Garden, Compras, Alimentação, atrações, Florida, Orlando, Miami, Universal Florida, Disney Hollywood Studios, Disney Parques, Island of Adventure, Wizarding World Of Harry Portter, Animal Kingdom, Disney Springs, Magic Kingdom, Epcot, Disney World, Blizzard Beach, Typhoon Lagoon, Discovery Cove, Kennedy Space Center, Legoland Florida
Dicas, Disney, Walt Disney World, Universal Studios, Sea World, Hospedagem, Busch Garden, Compras, Alimentação, atrações, Florida, Orlando, Miami, Universal Florida, Disney Hollywood Studios, Disney Parques, Island of Adventure, Wizarding World Of Harry Portter, Animal Kingdom, Disney Springs, Magic Kingdom, Epcot, Disney World, Blizzard Beach, Typhoon Lagoon, Discovery Cove, Kennedy Space Center, Legoland Florida
16678
post-template-default,single,single-post,postid-16678,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

Review: Moana – Um Mar de Aventuras (sem spoiler)

Olá #MalucosporDisney!
Hoje eu resolvi compartilhar com vocês minha opinião sobre o filme Moana: um Mar de Aventuras.
Na verdade eu estava preparando uma crítica, mas achei que um texto opinativo mais descontraído, com curiosidades e outras informações é mais a nossa cara do que o aspecto mais “frio” da crítica.
E pode ficar tranquilo, NÃO TEM SPOILER!

Eu fiquei mega animada para assistir Moana desde que as primeiras sinopses começarem a sair, e confesso que fiquei triste quando a data de lançamento no Brasil saiu – mais de um mês depois dos Estados Unidos. Passando a espera, corri pro cinema para conferir a mais nova animação da Walt Disney Animation Studios. E saí de lá simplesmente ma-ra-vi-lha-da, já torcendo pelo Oscar de Melhor Animação (será que rola?)!

Antes de mais nada, os diretores de Moana são Ron Clemens e John Musker: nada mais, nada menos que os criadores de filmes que fizeram a minha infância, como A Pequena Sereia, Planeta do Tesouro, Aladdin e Hércules (este último, disparado meu filme favorito de todos os tempos). O que eles e a equipe de efeitos especiais fizeram com o Oceano (sim, a água do mar) é algo incrível, o tornando um verdadeiro personagem do filme – e retratando a importância dele na história.

Moana conta a história de uma garota corajosa, filha do chefe de uma tribo que habita uma ilha paradisíaca. Ela decide explorar o mar para conhecer melhor seu passado, e se aventura com Maui, um semi-deus, pelas águas da Oceania, em busca da salvação de seu lar.

De uns anos para cá, a Disney tem criado personagens femininas independentes e corajosas – como já vimos em Valente e Frozen: uma aventura congelante, por exemplo – que desconstroem a ideia estereotipada de que uma garota precisa de um príncipe encantado para ir atrás de seus sonhos e ser feliz. Nem preciso falar o quão maravilhoso isso é, ainda mais em tempos em que o empoderamento feminino está sendo bastante discutido. Fiquei muito feliz em ver mais uma personagem guerreira (e não princesa!), linda e transparente como Moana.

Aliás, outro ponto que me envolveu bastante é a exposição da cultura das ilhas do Pacífico Sul. Maui é um semi-deus de origens Maori e as referências nas tatuagens dele, em objetos ao longo do filme e claro, na música são muito bem destacadas.

Eu sempre falo aqui sobre a relação Disney > detalhes, e em Moana não poderia ser diferente. Para a escolha da voz da protagonista, foi dispensado o convite à nomes famosos da dublagem e dramaturgia, sendo feito um processo seletivo com jovens garotas habitantes de ilhas do Pacífico. A escolhida foi Auli’i Cravalho, do Hawaii. A trilha é sonora é assinada por Opetaia Fo’ai, cantor samoano; Mark Mancina e Lin-Manuel Miranda, que escreveu How Far I’ll Go – o hit do filme, que concorreu ao Globo de Ouro e tem muitas chances de estar na corrida pelo Oscar de Melhor Canção Original. Essas particularidades dos bastidores muitas vezes não são conhecidas pelo público, porém são o que demonstram o caminho entre originalidade e excelência que a Disney impõe em seus projetos.

O personagem Maui é dublado pelo ator e lutador Dwayne Johsnon – the Rock!

Moana e sua história me emocionaram em diversas partes do filme. Nos detalhes, no visual, nas canções, nos momentos de tensão… promete te passar uma mensagem linda sobre encontrar e viver bem com o seu próprio eu, a importância da família e suas tradições e, claro, sobre acreditar nos seus sonhos.

Um filme que entrega um visual perfeito, cores vivas que retratam a vida na ilha e um enredo que daria uma bela aula de história e geografia sobre uma parte do mundo esquecida por Hollywood. Já quero assistir de novo e de novo!

Que tal aproveitar o fim de semana para curtir um cineminha e se divertir com Moana? Já assistiu? Conta sua opinião pra gente 🙂

No Comments

Post A Comment